quinta-feira, 29 de julho de 2010

" Eu que me aguente comigo e com os comigos de mim" - Fernando Pessoa





Muita gente confude solidão com situações circunstanciais , ou carência ou saudade, sem perceber a essência de estar só.
Não adianta procurar em outra pessoa oque perdemos de nós mesmos.... estar em solidão é sentir falta da própria alma.
Posso estar sozinha, mas não em solidão. A alegria de poder sentir o amor que me desperta, sustenta qualquer ausência física. Pq quando estamos juntos é como se eu tomasse um fôlego que durasse tempo suficiente pra lenta sobrevivência dos dias sem você...
A saudade que sinto de você muitas vezes me desequilibra, me machuca.
A necessidade de sentir seu cheiro, seu gosto, seu corpo no meu , o calor das tuas mãos, seu sorriso, suas palavras, seu suor, muitas vezes me cega, sufoca e engasga, mas isso fica muito aquém do poderoso sopro que me mantém flutuando e sonhando, que só você sabe dar.
Você é.
Você faz.
Você....


Contradições e dor existem, mas nada suficiente que me empurre pra solidão, que me faça me perder, ficar vazia .
É claro qeu as vezes perco a linha, tenho atitudes estúpidas, reações da minha falta de inteligência emocional já mencionada, e depois tenho que me acertar com essas várias Gabrielas que cohabitam esse espaço apertado.
Mas hoje acordei mais fascinada que nunca com tudo que você é capaz de despertar em mim, me sinto realmente abençoada e protegida por Deus.
Não sei se isso é bom ou ruim, só sei que uma coisa depende da outra, já que se não soubesse como é ruim estar sem você , nunca saberia ou imaginaria saber o quanto é e seria incrível ter você.
Já não me importo com a altura que flutuo... independente de como será a queda se ela existir, conquanto que possa fechar meus olhos e me sentir como hoje: especial, amada e feliz pelo simples fato de você existir, de ter iluminado meus cantinhos mais escuros quando procurava a mim mesma, aqui dentro,e me fazer esquecer como é a solidão.
Não tenha medo... Voce é ou não meu super herói?

...ai... o amor....

Apologize

terça-feira, 27 de julho de 2010

maze

Agorinha conversando com Renatinha , falávamos sobre Blogs... Renatinha é uma criaturinha rara, dessas pessoas que Papai do céu inventa pra dar de presente aos bons meninos e meninas, ainda não descobri oque fiz de tão bom pra que encontrasse tamanha doçura no meu caminho. Essa querida escreve divinamente em seu blog, trata de assuntos variados com genialidade e delicadeza particular. Já euzinha não consegui ainda escrever nada que não seja sobre mim e sobre meus sentimentos. Apesar de não ser tão fácil assim expor o mais íntimo.
Primeiro é preciso achar essas coisas... umas estão espalhadas, fora do lugar, escancaradas onde não deveriam estar, muitas vezes como peças de roupas jogadas pela sala, sapatos nos degraus da escada e óculos de sol pela mesa de jantar. Outros, talvez os que mais nos encomodem, os que machucam, que acorrentam , esses estão escondidos, até de nós mesmos, situações e sentimentos que nos adoecem, que quando aparecem deixam tudo cinza, ou fazem agente perder o fôlego.
Mas são exatamente esses danadinhos que precisam ser resolvidos, solucionados.
E descobri que escrevendo, é como se eu me lançasse em uma gincana pela casa, olhando sob os móveis, dentro das gavetinhas bagunçadas, dentro dos livros, entre os cds e dvds... seria mais fácil se tivéssemos uma ferramenta como o google lá dentro... logistica!? Sei lá, nunca entendi muito bem o sentido de logística mesmo... anyway, encontrando - os fica mais fácil resolver oque fazer, como exterminá-los ou transformá-los ao nosso favor.Escrevendo, é como se estivesse pontuando cada um desses monstrinhos, desde os nomes científicos , como se multiplicam e de que eles se alimentam dentro do meu corpinho... esperança, alegria, luz....
Algumas pessoas os afogam em copos e copos de qualquer bebida que os façam perder os sentidos,já tentei isso, mas só ganhei uma dor de cabeça terrível e uma amnésia ridícula que apenas perfuma o monstrinho pra mais tarde. Há outros que pedem ajuda à medicina e à farmacologia, entrando num estado de anestesia confortável mas que tem a eficiência de uma colher de açúcar em um barril de água que acalmará os nervos de alguém.
Quem sabe um dia desenvolva a habilidade de escrever sobre outros assuntos que não seja a minha própria vida, se bem que um amigo meu acabou de me dizer que minha vida é interessante, isso pq ele é um querido e é muito carinhoso , pq as vezes nem eu mesma tenho vontade de estar nela, nessa mesmice.
E agora menos ainda.... viver uma horinha de cada vez é desesperador... aprendi a vida inteira a fazer planos e administrá-los, a traçar metas e objetivos, mas minha condição me permite planejar, no máximo, apenas o dia de amanhã, quiçá o fim de semana.... mas enquanto você estiver aqui, nessa minha vidinha , eu vou me orientando...
Quem sabe amanhã tenho algum assunto bom pra vocês...

saudade....




O amor é quando a gente mora um no outro.


Mario Quintana

segunda-feira, 26 de julho de 2010

...


"O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser"

Mário Quintana

domingo, 25 de julho de 2010

S2




Perhaps, perhaps, perhaps

Cake

You won't admit you love me
And so
How am I ever
To know
You only tell me
Perhaps, perhaps, perhaps

A million times I ask you
And then
I ask you over
Again
You only answer
Perhaps, perhaps, perhaps

If you can't make your mind up
We'll never get started
And I don't wanna' wind up
Being parted, broken hearted

So if you really love me
Say yes
But if you don't, dear,
Confess
And please don't tell me
Perhaps, perhaps, perhaps

If you can't make your mind up
We'll never get started
And I don't wanna' wind up
Being parted, broken hearted

So if you really love me
Say yes
But if you don't, dear,
Confess
And please don't tell me
Perhaps, perhaps, perhaps
Perhaps, perhaps, perhaps
Perhaps, perhaps, perhaps

Milagre

Hoje passei o dia com a pessoinha mais importante do mundo no colo...
O amor que eu sinto quanto to com o leitão no colo pode ser traduzido por doação.
É inexplicavel.... é profundo demais, é bom demais, emocionante.... Amar uma criança é uma benção.
Agradeço a Deus por todos os milagres que tem feito em minha vida.
O maior deles se chama João Pedro!



leitão pulguinha da tia!!! Tô com seu cheirinho!

Te amo!

sábado, 24 de julho de 2010

In a little While

In a little while
Surely you'll be mine
In a little while... I'll be there
In a little while
This hurt will hurt no more
I'll be home, love

When the night takes a deep breath
And the daylight has no air
If I crawl, if I come crawling home
Will you be there?

ooh ooh ooh ooh ooh ooh

In a little while
I won't be blown by every breeze
Friday night running to Sunday on my knees
That girl, that girl she's mine
Well I've known her since,
Since she was

A little girl with Spanish eyes
When I saw her first in a pram they pushed her by
Oh my, my how you've grown
Well it's been, it's been... a little while

ooh ooh ooh ooh ooh ooh

Slow down my beating heart
A man dreams one day to fly
A man takes a rocket ship into the skies
He lives on a star that's dying in the night
And follows in the trail, the scatter of light
Turn it on, turn it on, you turn me on

Slow down my beating heart
Slowly, slowly love
Slow down my beating heart
Slowly, slowly love
Slow down my beating heart
Slowly, slowly love
.....



Prefiro essa....


putz pq eu te amo tanto?

terça-feira, 20 de julho de 2010

"Kakaroto vc é retardado"

Hoje acordei meio "Vegeta". Na verdade acho que fui dormir bem "Vegeta".
A lerdeza masculina me irrita. Profundamente.
Qual é a pecinha que papai do céu não colocou em vocês heim? Será que dá pra customizar? Retificar a falta de percepção? Atualizar o software?

"No, you boys never care, oh, no, you boys will never care
No, you boys never care how the girl feels"
(Franz Ferdinand)

Nem acho que seja de propósito... apenas acontece. A "Zé-ruelice" masculina irrita mesmo...
Vocês não sabem interpretar a sutileza dos nossos sinais. Muitas vezes precisamos desenhar e pintar pra vcs entenderem. Prefiro não acreditar que é uma especialidade masculina a fabulosa arte do "João sem braço". A minha fé nas pessoas anula essa generalização hipotética. Por enquanto.

Gostaria de ser menos idealista...
O espelho é bem cruel....
E o tempo passa... mas vc não entende mesmo.... cada segundo é uma faca que, com uma destreza olímpica, marca meu corpo e minha alma.

Será que preciso gritar de dentro do rio, com as mãos enlouquecidas pra cima, com os lábios roxos e a pele sem cor que estou me afogando?
Vai se jogar e fazer alguma coisa pra me salvar? Ou vai ficar olhando esperando que eu aprenda a nadar?

Mas tudo bem... Já passou...
Mesmo porque basta um telefonema, e pronto... olhinhos brilhando... coração acelerado... e já era!! O império do mau humor é aniquilado... sem dó.... catapultas carregadas de "eu te amo", arqueiros precisos com flechas que dizem "minha linda", artilharia pesada que desmontam as muralhas bicudas e as tranformam em sorrisos...
Bandeira branca... quase nenhum ferimento... quase...




Alguém tem um band-aid aí?



Psiu.... eu te amo !

... but I think you do....

"...So I cry, and I pray, and I beg

Love me, love me
Say that you love me
Fool me, fool me
Go on and fool me
Love me, love me
Pretend that you love me
Leave me, leave me
Just say that you need me

So I cry and I beg for you to
Love me, love me
Say that you love me
Leave me, leave me
Just say that you need me
I can't care 'bout anything but you...

Lately I have desperately pondered,
Spent my nights awake and I wonder
What I could have done in another way
To make you stay

Reason will not lead to solution
I will end up lost in confusion
I don't care if you really care
As long as you don't go..."


domingo, 18 de julho de 2010

CUIDADO FRÁGIL

Me pergunto hoje o quão bom é ser forte.
Ser independente, ser autosuficiente...
Me viro bem com tecnologia, moro sozinha, tenho meu trabalho e muitas responsabilidades...
tá e daí?E o resto?
Preciso do amor como qualquer outra pessoa no mundo ...
A solidão destrói... lentamente... embaça os sentidos... ensurdece... nos cala. E autosuficiência nenhuma, independência nenhuma é capaz de compensar a solidão.
Já passei por cada situação na minha vida sentimental que poderia fazer um livro... um pequeno manual amoroso... pra alguns seria uma comédia, pra outros um drama... eu ainda to resolvendo como classificá-lo.
Mas certamente haveria um capítulo só pro dia de hoje...
Pq?
Hoje descobri a verdadeira forma de amar...
Amar e ponto.
AMAR em caixa alta.
Não racionalizar o sentimento como muitas vezes fiz na vida, mensurando-o . Isso é racional. Medir é racionalizar. ( amo muito, amo mais, amo menos.... - isso não existe) quem ama, ama e ponto.
A independência do amor é oque o faz verdadeiro.
Estou feliz hoje pq descobri isso. Decobri que te amo e ponto, simples assim.
Descobri que te amo pelo que é, e não pelo oque pode representar pra mim.
Descobri que não amo mais nem menos, nem muito, nem tanto... apenas amo ... incondicionalmente...
E qualquer que seja o resultado de tudo que está acontecendo, indepedente de qualquer coisa, eu posso dizer que estou feliz por saber que esse sentimento existe, e que Deus permitiu que eu fosse capaz de senti-lo, que fui abençoada com esse dom. Por que esse amor libertou a minha alma.
E esse meu lado humanamente frágil - ao extremo -, essa vontade de sair gritando, de chorar, de me ajoelhar, de chamar a sua atenção, te mostrar o quanto preciso de amor e que ficar sem vc me faz vunerável, fraca, pequena, mesmo sendo independente. Esse meu lado adormece docemente no colo desse amor descoberto.
Obrigada meu Deus.

"Eu sei é um doce te amar ... o amargo é querer-te pra mim...


Condicional - Los Hermanos
(Rodrigo Amarante)

Quis nunca te perder
Tanto que demais
Via em tudo o céu
Fiz de tudo o cais
Dei-te pra ancorar
Doces deletérios

Eu quis ter os pés no chão
Tanto eu abri mão
Que hoje eu entendi
Sonho não se dá
É botão de flor
O sabor de fel
É de cortar.

Eu sei é um doce te amar
O amargo é querer-te pra mim
O que eu preciso é lembrar, me ver
Antes de te ter e de ser teu, muito bem

Quis nunca te ganhar
Tanto que forjei
Asas nos teus pés
Ondas pra levar
Deixo desvendar
Todos os mistérios

Sei, tanto te soltei
Que você me quis
Em todo lugar
Lia em cada olhar
Quanta intenção
Eu vivia preso

Eu sei, é um doce te amar
O amargo é querer-te pra mim
Do que eu preciso é lembrar, me ver
Antes de te ter e de ser teu
O que eu queria, o que eu fazia, o que mais?
Que alguma coisa a gente tem que amar, mas o quê?
Não sei mais

Os dias que eu me vejo só
São dias que eu me encontro mais
E mesmo assim eu sei tão bem
existe alguém pra me libertar.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Oração da Manhã

Senhor, no silêncio deste dia que nasce, venho pedir-te paz, sabedoria e força. Hoje quero olhar o mundo com olhos cheios de amor; ser paciente, compreensivo, humilde, suave e bom. Ver teus filhos por trás das aparências, como Tu mesmo os vês, para, assim, poder apreciar a bondade de cada um. Fecha meus ouvidos a toda murmuração, guarda minha língua de toda maledicência, que só os pensamentos que bendigam, permaneçam em mim. Quero ser tão bem-intencionado e justo que todos os que se aproximarem de mim, sintam tua presença. Reveste-me de tua bondade, Senhor, e faze que durante este dia eu te revele. Amém.

(Frei Larrañaga)








Leitãooooooooooo!
Saudade!!!!! Como faz?

Espero que sábado esteja aqui comigo...
Te amo minha criança!

terça-feira, 13 de julho de 2010

we love rock n' roll



13 de julho, dia mundial do Rock.
Muito além de um super estilo musical, o nosso bom e velho rock and roll influenciou e ainda influencia gerações em filosofia de vida, comportamento , efeitos sociais, dança e linguagem.
E é muito bom curtir essa dádiva que nasceu lá pelo início dos anos 50.
Minha playlist...
Beatles
Pink Floyd
Rolling Stones
Queen
Doors
Audio Slave
U2
Red Hot
Nirvana
Strokes
Ramones
Deep Purple
Black Sabbath



Pense na sua! Diz aí....

Já de pé :)

Seis da manhã... dormi nada... mas completamente feliz! - juro.
Loucuras fazem bem pra pele, pra alma. Rotina é o caos.
Obrigada Deus por tudo de lindo que tens colocado em minha vida...
Daqui a pouco vou trabalhar...
Passar mais um dia pensando em você... sonhando acordada...
Tão bom te amar... Amor de todas as vidas...
Que bom que você existe...


..........








Leitãooooooo.
Me mata de saudade assim não pequeno!
Lindo da tia!!! Te amo criança.








..........







capuccino?

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Wolverine "takeme" ;)

loving you is Cherry Pie

I miss you so hard....

te amo...



Soneto Do Maior Amor

Vinicius de Moraes

Maior amor nem mais estranho existe
Que o meu, que não sossega a coisa amada
E quando a sente alegre, fica triste
E se a vê descontente, dá risada.

E que só fica em paz se lhe resiste
O amado coração, e que se agrada
Mais da eterna aventura em que persiste
Que de uma vida mal-aventurada.

Louco amor meu, que quando toca, fere
E quando fere vibra, mas prefere
Ferir a fenecer – e vive a esmo

Fiel à sua lei de cada instante
Desassombrado, doido, delirante
Numa paixão de tudo e de si mesmo.

domingo, 11 de julho de 2010

João


Leitão....
Tô com saudade!!!

te canto hoje:

"Escureceu, o sol baixou
Anjo da guarda cantarolou
Nana neném
Nana neném
Cacheadinho, anjinho é..."


amo demais...

Insanidade

Inteligência emocional faz uma falta...
Vítima de uma mente reativa superpoderosa hoje acordei estranha. Cheia de questionamentos (oque não é novidade) mas especialmente hoje estou interessada em respostas, não só cobrir o subconsciente com um edredom pink bonitinho e tentar passar o dia sem pensar nele.
Eu vivo falando e fazendo idiotices, comigo e com quem me cerca, eu me sinto muito primitiva de não ter o controle e agir ilógica e irracionalmente diante das situações, que essa experiência de vida que abracei, anda me proporcionando.
Como que posso permitir que um simples planejamento de fim de ano me coloque escrava de uma reção?
É claro que a situanção por si só é extressante, mas é apenas uma situação.
Chego a dizer coisas que não sei o porquê falei, fazer coisas que me são incompreensíveis, pensar horrores, ser pessimista, ganhar de presente uma angústia quase concreta.
O que alimenta tudo isso? Como domesticar essa besta interna? Existe alguma coisa no mundo que não deixe a atitude de outra pessoa nos afetar tanto assim?
Me sinto uma viciada... Oque me mata me mantém viva... Será que estou a beira da loucura? Vivenciar essas primitividades me aprisiona numa teia. Serei a ultima refeição dessa fera que vem sido alimentada de maneira errada... Culpa minha. Meu egoísmo me traiu. Agora é tarde.
Tudo é muito perfeito, tudo é muito incrível e é exatamente isso que faz com que não queira que a fonte que alimenta tudo isso seque, e não adianta cortar as guloseimas (como tentei cortar o seu "eu te amo"), nem dar voltas pra não te encarar de frente, isso só faz com que tudo fique num estado mais interessante. Estou me consumindo lentamente...
E ali, bem ali está a solução de tudo.... como duas pílulas mágicas bem vigiadas sob uma caixa de acrílico, em um apoio iluminado bem no centro de uma sala com parede de espelhos posso ver duas soluções. Sim ao contrário doque podem concluir , há duas soluções.
Coloquemos assim: Cápsula cinza, eu tomo, e o resultado é momentaneamente catastrófico, um tsunami de sofrimento imediato, abrir mão de você e da minha felicidade...O sonho acaba, a alegira se esvai levando com ela o fôlego... tomara que me deixe o suficiente pra me manter viva e lúcida e possa tentar recomeçar , novamente , com uma folha em branco.
A outra, a colorida, você toma. E supre todos os meus anseios, iniciamos uma vida sonhada e planejada no mais íntimo da minha simplicidade e idéia de felicidade. Uma cápsula cara. Caríssima. O preço de uma vida. Um tiro no escuro. O fim do mundo pra uns, mas a minha salvação . E aí? Será que valeria a pena? E ainda cabe a dúvida e a relatividade da situação.Não é?
Talvez o melhor pra mim venha a ser a sua calamidade, sua infelicidade, e não me perdoaria por isso. Nunca.
Talvez o melhor pra você seja tomar a cápsula cinza. E as consequências viriam dobradas, mas...
Hoje, dançamos em volta das cápsulas, olhando um nos olhos do outro, esquecendo até dos espelhos que forram a sala, num estado de torpor, embriagados com o doce perfume do amor e da paixão, sem pensar, sem tomar consciência de que tudo está desmoronando em volta, indo longe demais... Quais serão as consequências dessa alienação?
Vamos dançar até que alguém desligue o som?Se sim espero que a música que tens colocado em minha vida, nesse exato momento, toque bem alto, bem forte, que você seja capaz de escutá-la, vindo de dentro, e te mantenha dançando comigo, e a falta de cor nunca mais seja sequer percebida a nossa volta... sem escala de cinza, sem escuridão, duas pílulas coloridas....

sábado, 10 de julho de 2010

Nostalgia

Puts...
Trouxe uns Cds antigos meus que estavam na casa da minha mãe pro meu apartamento ontem... e sem sono essa noite fiquei até quase 6 da manhã ouvindo e sentindo cada musica.
Já devem ter percebido que minha vida tem trilha sonora né? Graças a Deus desde bem pequenininha minha casa sempre viveu cheia de música, Papai sempre gostou e sempre participei do seu gosto musical.Engraçado como algumas imagens não desaparecem nunca da nossa memória. Papai ouvia musica pra ele e pra todo quarteirão , usufruía ao máximo da potencia de suas 4 caixas de som gigantes... Me lembro de um dia em que papai viajava no som dele , dessa vez de fone de ouvidos, um fone enorme, redondinho e com um fio de telefone em espiral que o permitia ficar apoiado no sofá um pouco distante da vitrola, e cantarolava Cat Stevens - Foreigner Suite, e me viu espiando no cantinho, me chamou pra sentar no colo dele ali no chão, ele balançava o corpo conforme sentia a músia e eu quase podia ouví-la pelo fone de tão alto.... momento perfeito, música perfeita, saudade incrível de me acomodar no colo de papai daquela maneira...
Os anos 80 e 90 foram incrivelmente ricos quando falamos de música né? Mas eu ouvia muita coisa com Papai, músicas que significaram muito pra ele também, e hoje a saudade que congela agente quando ouvimos algo daquela época chega a ser até gostosa.
Me lembro de ensaiar passinhos com meu irmão , achar Technotronic o máximo , cantarolar Cantaloop ( Flip Fantasia)... saudade...
Será que um dia João Pedro vai querer ouvir alguma coisa da época da tia? Espero que goste de algumas coisas boas que tive e possa escolher por ele mesmo o bom entre as porcarias que aparecem hoje em dia na música.
Sei que cada som que sai dele pra mim já é uma musiquinha... espero que goste de música como a tia ...
Leitão.... tão bom amar você minha criança... tão bom fechar meus olhos e desejar pra você todas as sensações boas que virão pela frente em sua vida...
Mesmo num momento como esse, de nostalgia, de lembranças boas do passado , você me remete ao presente e me faz me importar com o seu futuro... é ... realmente leitão.... a vida da tia não é mais a mesma, tudo tem você.... te devo uma mordida. S2

Never Stop...

Never Stop

Brand New Heavies

Never stop never giving up
Never stop never giving up
Never stop never giving up

Give it up feels so good to be together
Spending some time
Makin love
Makin plans to last forever
Stayin true until the end

True there aint a minute in the the day that’s without you
Hoping that you feel it too What you want
What your feelin I am feelin too
Never stop never giving up

Never stop never giving up
Never stop never giving up
Never stop never giving up

evergreen, growin up but fadin never
this is what our love became
free at last
free from all the pain and sorrow
never feel the hurt again

take your time wont you try love
not a thing you can buy love

never stop never stop


video

vivo pensando em vc

video

...

Nem te amo...

Cada pedacinho de mim deseja você sem a menor originalidade...
Minha boca chama seu nome enquanto durmo sem que eu possa ouvir...
Minha pele ainda sente o seu toque sem que eu possa perceber o quanto de você ainda está em mim, o quanto de você ainda queima dentro e fora do meu corpo, dos meus sonhos...
Tenho vontade de você, a sua luz me cega e entre delírios e sensações quase posso morder seu pescoço a distância.
Gostaria que estivesse em mim, e se demorasse num contato perturbador e distraído.

Quero dividir a minha vida com você.



"Guaranteed to blow your mind
Anytime
Wanna try?"

sometimes - erasure

It's not the way you lead me
By the hand into the bedroom
It's not the way you throw your clothes
Upon the bathroom floor

Been thinking about you
I just couldn't wait to see
Fling my arms around you
As we fall in ecstacy

Ooh sometimes
The truth is harder than the pain inside yeah
Ooh sometimes
It's the broken heart that decides

It's not the way that you caress me
Toy with my affection
It's not my sense of emptiness
You fill with your desire

Climb in bed beside me
We can lock the world outside
Touch me, satisfy me
Warm your body next to mine

Ooh sometimes......

Incrível...

Recém cheguei de Bebedouro... Passei a tarde com meu leitão no colo...Tudo nele é perfeito: orelhinha, narizinho, os olhinhos.... que olhar tem essa criança...
Ele me olha e eu me desmancho. Puro amor, pura inocência, tão frágil e tão forte...tão indefeso e tão importante. Admirável vida a nossa!
E pra fechar o presentinho que Deus nos deu, o dia de hoje, o pôr-do-sol foi perfeito... Um céu pintado com a inspiração do Pai, tons que transbordavam vida e alegria. Um carinho poder ver a natureza simples e bela como o olhar de João Pedro...

.........



sexta-feira, 9 de julho de 2010

Deveria estar na cama...

Amanhã vou ver meu leitão... Vou com papai e Marlene pra Bebedouro passar o dia por lá.
Interessante como uma criança é capaz de mudar tudo em volta né?! Eu já tinha imaginado que isso aconteceria , mas não nessa proporção ... Hoje , no happy hour que faço com meu pai todas as quintas, quando saímos do consultório,ele me disse que tudo está diferente, que ele é outro homem, que se sente com 18 anos novamente e gostaria de realmente tê-los pra poder aproveitar tudo com João.
Isso me fez pensar que eu, com meus 29 ainda, tenho um livro enorme pra escrever pela frente.
Só peço a Deus sabedoria, pra não desperdiçar essa dádiva fazendo da minha vida uma literatura de quinta. Nem tenho a pretenção que minha vida seja um Best-Seller, isso dá muito trabalho, mas que seja algo que quando estiver na posição de Papai, vivendo o momento que ele vive hoje, possa sorrir e saber que alguem vai lembrar da minha história, alguém que me seja caro, especial.

Me deixa triste minha mãe estar perdendo algumas páginas da vida dela que parecem coladas pelo rancor e pela falta do perdão.
Talvez por falta de maturidade, talvez por dureza mesmo...
Aprendi que, quando nos colocamos muito cheios de nós mesmos, não deixamos espaço pra mais nada entrar, nem a luz de Deus...

Observei que temos sempre que cuidar de deixar um espacinho pro novo, pra sabedoria alheia, como se fosse um "post it" amarelinho, coladinho e pronto pra que alguem pare ali um minutinho, e escreva algo. Alguma coisa que até pareça bobagem momentaneamente, ou se encaixe como a peça que faltava imediatamente... enfim... penso que a luz divina,que as respostas que sempre pedimos em nossas orações, estão nessas pequenas notas que tanta gente insiste em não valorizar.Questionando o outro, cheios da própria verdade e vazios da capacidade de absorver e crescer.
Não é preciso ter idade pra ter sabedoria.É uma questão de lógica que a sabedoria venha com a experiência e com a vivência, mas oque aprender de um livro cheio de páginas em branco?
Pra estar vivo, basta respirar. Mas viver o dom da vida é mais complexo...LITERALMENTE.

PS: queria que estivesse aqui comigo agora... queria que estivesse lá comigo amanhã...

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Bull's eye...

"You've got to get yourself together
You've got stuck in a moment and now you can't get out of it
Don't say that later will be better now you're stuck in a moment
And you can't get out of it"


I don't wanna get out...

Ei... você

sim eu te amo!

Acordando

Acordo pensando em você...Em nós... Uma mistura de felicidade, saudade, euforia, satisfação e desespero! Será que um dia acaba essa angústia ou eu vou viver com a sensação que todos os dias escrevo uma página da minha vida, um texto lindo, cheio de coisas a agradecer, cheio de música e de de cores e guardo trancadinho tudo dentro de uma gavetinha escura pra ninguém ler? Isso é triste.... a felicidade se fortalece quando é dividida.
...
João Pedro, meu leitão... a tia canta hoje pra você assim:
" E eu que era triste
Descrente deste mundo
Ao encontrar você eu conheci
O que é felicidade meu amor"


Vou trabalhar... alguém tem que salvar o mundo das malditas cáries...

Depois de ontem

Eu hoje , me sinto a personificação de um paradoxo...
queria falar um pouquinho sobre o dia 06 de julho... que dia!... acho que , nem que eu viva 100 anos, e bem velhinha esqueça meu próprio nome, não me esquecerei desse dia...
Talvez Papai do céu goste especialmente de mim... sim, é uma explicação pra tudo que senti. Meu sobrinho nasceu. João Pedro, meu leitão, minha vida. Fomos eu e papai pra Bebedouro só pra poder participar, mesmo que por poucas horas, desse acontecimento na vida de meu irmão.
A viagem foi incrível, ouvindo Creedence, Bee Gees, Rod Stewart... com papai por 4 horas, trocando confidências,conselhos, experiências,olhares de amor e admiração... São momentos como esse, que fazem a vida valer a pena... (Deus obrigada por poder curtir meu pai dessa maneira).

Na sala de espera do Hospital, segurando a mão do meu irmão,olhando e dizendo somente com os olhos - Gu, tô aqui meu irmão-
Ás 17:55 nasce meu leitão... indefeso, forte, rosadinho, amassadinho, doce e quentinho João... Tem um dia de vida e já é a pessoinha mais importante do mundo pra mim... Veio na hora certa. Espero que seja abençoado, meu leitão, assim como fomos ao ganhar vc de presente, com todos os dons de Deus e toda saúde e alegria .
E hoje, especialmente nesse dia, é meu leitão que faz toda a diferença pra mim, é a sua existência que não me faz enlouquecer.
Pq minha vida, hoje, está em uma montanha Russa, como aquela do Hopi Hari que tanto gostei de ir... ao mesmo tempo que provoca em mim uma sensação de euforia, de prazer absoluto, de felicidade, de aventura, sinto medo, insegurança.
Um ciúmes arrebatador e destruidor,uma sensação de impotência, uma sede de soluções, uma ira toma conta de mim quando paro pra pensar ... e Quando estou no lugar certo, no "meu lugar no mundo", tudo se transforma... tudo fica calmo, doce, cheio de música e calor.
Queria que tudo se resolvesse... não queria mais me sentir nessa montanha Russa, essa mistura toda de sentimentos tá me destruindo... já não durmo direito, nada doque como me faz bem e minha cabeça não desliga um minuto... Ja pedi ajuda, mas a fraqueza é maior.
Só espero que tudo se resolva ...espero isso me apoiando na minha ideologia, que é a crença nas pessoas e no amor.